terça-feira, 14 de abril de 2009

ABRA SUA MOCHILA

“Também o Espírito semelhante, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis.
E Aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que Ele intercede pelos santos.
Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo seu propósito.” RM 7: 26-28

A dor e a pressão que passamos no dia-a-dia nos fazem “abrir a mochila”. Não é assim?
Somente quando somos “apertados” é que abrimos a bagagem que carregamos nas profundezas de nossa alma. Bagagem que inclui sentimentos que não queremos contar: nossa culpa, amargura, ressentimento, rejeição, pretensão, idolatria, ciúme e coisas do gênero, que nossa natureza pecaminosa sabe produzir e acumular. Com o tempo, aquela bagagem pequena torna-se uma mala enorme, pesada e sem alça.
É como um iceberg. Apenas 14% de seu gelo ficam visíveis, enquanto que 86% continuam submersos sob a superfície da água. E somente quem mergulha fundo percebe a enormidade do duro bloco escondido.
“Aquele que sonda os corações...” Deus sabe, Ele conhece cada pedacinho de nós, o que tentamos esconder dos olhos dos amigos, de nossos pais ou quando queremos mostrar ser alguém que não somos. Ele vê! Mas para Ele podemos abrir nossa mochila. Seja qual for nossa culpa, Ele nos aliviará do peso, perdoando-nos. E o que for dos outros, Ele nos conduzirá ao milagre do perdão. Por isto mesmo, não deixe nada escondido. Abra sua bagagem, reconheça o tamanho do iceberg. Confesse tudo e serás restaurado por Deus.

sábado, 11 de abril de 2009

Amigos do peito mesmo?


Disse Davi: Resta ainda por ventura alguém da casa de Saul, para que use eu de bondade por amor de Jônatas? 2 Samuel 1 – 13

Em nossos dias a “amizade” perdeu muito do seu conteúdo. Quando a amizade não requer mais compromisso sincero ela inflaciona. Comprometer-se com outro se tornou algo passageiro e ultrapassado. Nós só o fazemos enquanto preenche o prazer próprio e egoísta.
Saul perseguia Davi, mas entre o filho dele e Davi havia uma amizade baseada em amor, uma aliança selada por Deus. Quando Saul e seu filho morrem numa batalha, Davi torna-se rei e então pergunta por algum sobrevivente da família de Saul, para demonstrar gratidão por sua amizade com Jônatas.
Hoje é praticamente inexistente amizade verdadeira e cordial. Correr com os afazeres do dia a dia é mais importante, cuidar de sua própria família é sim essencial, mas e o relacionamento com o irmão, o companheirismo e o compartilhar?
Confiança não se ganha, nem se dá gratuitamente e ligeiramente. Permita-se confiar entender e amar um amigo. Ore por ele, divirta-se com ele! Davi foi tão grato a Jônatas que se dispôs até a descendência do amigo. Nós podemos escolher com quem conviver, e fazendo as escolhas certas, os amigos tornam-se bênçãos e bons companheiros de risadas.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Orando no Blog

Oh, Deus;
Te agradeço, Senhor por tudo o que tens feito. Agradeço porque sua fidelidade é incomparável, porque suas misericórdias não têm fim, porque o Teu zelo por mim é imenso e o Teu amor é tão grande que dá até vontade de chorar em lembrar cada momento de consolo e proteção que o Senhor teve para comigo.
Pai, assim como tens cuidado de mim, cuida da minha família e de meus amigos, consola as perdas, dê colo aos carentes, alivia os cansados, enxuga as lágrimas do triste, perdoa-me, Pai, sou tão falha, tão cheia de mim mesma, prepotente e pretensiosa. Que de fato, me recolha a minha insignificância e reconheça que sem Ti nada sou e que cumpra Teu desejo em mim. Quero aprender a viver de Ti e não de mim.
Pode mudar o que for preciso, toca, traz a tona, exponha Deus aquele pecado escondido, esquecido e não confessado, tenha misericórdia. Cura as feridas, mágoas e lembranças ruins. Tira toda raiva, ódio, rancor, todos aqueles sentimentos que atrapalhem minha comunhão Contigo.
Se Deus pode fazer milagres em meu ser, pode fazer em qualquer um. Clamo pelos meus amigos, todos, seja quem for. Pois não tem cura que o Senhor não possa fazer em quem se entrega de verdade, e sabes que tem aqueles que já se entregaram em Tuas mãos.
Que as lutas não me afastem do Senhor, eu quero de toda alma e coração permanecer Contigo até o fim, minha vida será para sempre só para teu louvor. Longe de Ti não posso viver e nem sequer é possível viver. E graças dou por ter entendido isso a tempo de me redimir e conhecer de Ti e provar do Teu amor.
Te agradeço pelas pessoas que Tens colocado ao meu lado, agradeço porque antes eu era auto-suficiente a ponto de achar que não precisava de ninguém, e hoje posso contar com a atenção, interseção e o carinho de meus amigos irmãos. Obrigada por tirar de mim a resistência de demonstrar sentimentos, medos, traumas e falhas. Por ter feito as máscaras caírem e reconhecer quem eu sou e saber que eu jamais serei a mesma.
Não há lugar melhor que em Teus braços para consolo e Teus pés para me derramar.
Tua paz inunda a minha mente, Teu consolo enxuga as minhas lágrimas, Tua correção me traz a direção, Tua unção me faz livre pra Te adorar, Te contemplar, Te agradecer por me perdoar. Livre pra Te amar, Senhor.
Amém!