quarta-feira, 29 de junho de 2011

Copacabana

A minha primeira visão de mar foi em Copacabana. Lembro que quando cheguei passei alguns minutos em silêncio olhando aquela imensidão, tudo muito lindo, mas nada que eu já não imaginava e não tinha visto na televisão, aqueles minutos de silêncio foram a reflexão de onde eu havia chegado e de onde eu havia saído.
Quem me conhece desde que eu era criança sabe que eu tinha tudo pra ser um fracasso, digo em todas as áreas, principalmente a financeira. Como cristã nem preciso dizer que sei que foi Deus quem me deu as oportunidades certas, me colocou ao lado de pessoas certas e que na hora certa me estimulou a andar com Ele pra sempre.
Copacabana me levou a entender que pau que nasce torto morre torto se quiser, eu permiti que Deus mudasse minha história, o mar me fez entender que em cada trecho da minha vida Ele estava lá, e até quando eu repetia a mim mesma que não estava e não existia! “Se o Senhor existisse isso não estaria acontecendo...” Mas aquilo estava acontecendo porque Ele existia!
A onda quebrando, a água gelada, areia queimando meus pés, um calor que eu nunca havia sentido na vida... Deus me levou até ali pra perceber o quanto eu sou amada, que desde a infância em que me faltava até o caderno pra estudar, Ele estava cuidando pra que tudo não fosse pior e estava moldando o caráter que teria hoje.

Volta logo!

Dizem que só se dá valor a alguém depois que a perdemos. Bom, eu não perdi ninguém, mas descobri que odeio viagens que duram mais de 48h e não se podem levar quem ama. 48h por quê? As primeiras 24h são de uma saudade gostosa, ainda guardamos a lembrança da última palavra, do último abraço... Nas 48h sentimos a falta misturada com a saudade gostosa... Depois das 48h já bate um desespero, e daí contamos os dias várias vezes no calendário e descobrimos que ainda falta 1bilhão de anos até a volta! Eu começo a valorizar cada gesto, considerar cada defeito, relembrar cada risada que talvez não valorizasse enquanto estava por perto.
Lembro da música que minha prima Eula adora cantar: “Se fico um tempo sem te procurar é pra saudade nos aproximar e eu já nem vejo a hora...” É, se soubessem o quanto a saudade dói às vezes ninguém que ama e é amado viajaria tanto tempo por opção, só por obrigação. “Saudade mata a gente, saudade mata a gente, menina!”
Sei que estou parecendo uma boba melancólica nesse texto, coisa que não costumo ser, mas eu não falei que a saudade mata quem a gente é de verdade? Restam pra mim algumas semanas de livros, séries, DVDs e lembranças.
“Não quero mais esse negócio de você longe de mim, vamos acabar com esse negócio de você viver sem

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Buhhhhh!

Tenho escutado barulhos estranhos no piso de meu quarto, de baixo da minha cama. Brinquei com minhas amigas “Acho que tem um fantasma me assombrando”. Uma delas disse que quando era solteira vivia ouvindo coisas pelo quarto, mas agora que está casada não ouve mais nada. Ah, então trata de uma perseguição as moças solteiras?
Interessante como alguns “fantasmas” rondam nossas vidas e fazem questão que notemos sua presença, seja em um amor mal resolvido, uma amizade mal resolvida, uma palavra não dita... Situações que assombram nossa mente até que criamos coragem para resolvê-las. Isso pode levar dias, meses e até anos (eu que sei), mas o tempo acaba espantando assombrações por nós e quando tudo estiver seguro não teremos mais medo de olhar em baixo da cama.
Confesso que convivi muito tempo com um fantasma, mas era um fantasminha camarada que ressuscitou e hoje me “assombra” no modo carne e osso. Mas pelo menos não é mais um assombro de lembranças, meu Gasparzinho não está mais apenas na caixinha dentro da gaveta da mesa.
Infelizmente tenho ainda que enfrentar sustos de assombrações cutucando meu piso, nem preciso fazer valer minha fama de forte e corajosa, como já disse, o tempo acaba exterminando esses fantasmas por mim.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Diga-me as atitudes de ser ex e eu te direi quem é

Ontem, conversando com uma amiga sobre atitudes de ex namorados após o fim, descobri que não foi apenas eu quem já sofreu com isso. Nesta conversa concluímos “ele não é o mesmo que namorei.” Será que os homens se transformam durante o namoro e voltam a ser os mesmos ou são eles mesmos e depois se transformam? Claro que depois do fim atitudes mudam, pensamentos mudam, mas será que eles eram conosco quem realmente eram? “And the Oscar goes to...” Provavelmente passei por interpretações bem convincentes! Educados, carinhosos, maduros... Até que um dia percebemos que eram assim conosco, mas sozinhos são opostos a essas qualidades. Será falha de caráter, desvio de personalidade, bipolaridade, safadeza ou apenas teatro pra nos ter por perto? E se o relacionamento continuasse iríamos descobrir isso quando? Bem, provavelmente tarde demais!
Chegamos à conclusão que se eles continuassem os mesmos, com as mesmas qualidades, nós não conseguiríamos ficar tanto tempo separados. “Onde eu estava com a cabeça que o deixei escapar?” O cara continuou o mesmo e quem sabe com o fim se tornou um homem que nos valorizava mais e aquele amor reacendeu e nos Reapaixonamos, pronto: “Voltamos!”
Concluímos também que se acabou e eles começaram a agir como imbecis, não há a mínima possibilidade de reconciliação e o que ainda talvez estivesse vivo por dentro, acaba sendo massacrado por tanta atitude de ignorância. “É, com essa atitude ele só prova que não era a pessoa certa pra mim.”
Assim, vamos aprendendo que talvez nunca vamos conhecer profundamente alguém, mas o importante é sabermos quem somos e o que queremos.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Estou racionamente apaixonada por você!

Quando eu era criança as pessoas sempre diziam a minha mãe: “Sua filha é muito bonita! Quando ela crescer vai te dar trabalho...” Não, não dei nenhum trabalho (nesse aspecto) pra minha mãe. Minha fama de não dar moral pra ninguém não me deixa mentir! Isso não quer dizer que eu me ache a mais linda das mulheres, nem melhor que ninguém... Eu simplesmente gosto de pensar bem em relações, faço o tipo racional, eu penso, penso, penso e se além da paixão eu sentir que vale à pena, aí sim eu entro de cabeça.
Se eu já errei mesmo pensando tanto? Claro! Eu pensar antes de agir não quer dizer que toda conclusão que eu chego é a certa. Não digo que perdi oportunidades, porque acredito mesmo que “o que for pra ser vigora.” Algumas pessoas morrem de ódio quando eu digo isso, mas essas pessoas vão amadurecer e aprender que não se atropela o tempo, assim como sentimentos não morrem de um dia para o outro, eles também não nascem instantaneamente.
Disseram pra mim uma vez: “Você é tão racional que eu duvido que um dia tenha se apaixonado” Bom, as pessoas são diferentes. Enquanto uns dizem: “estou perdidamente apaixonado por você!” Isso quer dizer: topo qualquer parada, assumo qualquer besteira, largo qualquer coisa pra ficar com você. Mas eu faço o tipo: “estou RACIONALMENTE apaixonada por você!” E isso que dizer: Eu gosto de você simplesmente, sem cobranças e sem sofrimentos!

“Olhe aqui e preste atenção, essa é a nossa canção...”

Quem convive comigo sabe o quanto musical eu sou, consigo arrumar trilha sonora pra qualquer acontecimento pessoal ou não. A música tem um efeito em mim surpreendente! Algumas significam tanto pra mim que às vezes nem consigo ouvi-las, outras me fazem lembrar momentos e situações que dá vontade de não parar mais de ouvir. Sou daquelas que baixa CDS de anos luz atrás só por ter lembrado alguma canção que marcou.
Conheço pessoas que passam a vida numa trilha sonora melancólica e sofredora. Esquecem que as músicas também influenciam humores, temores, amores...
Minha música dos últimos dias: “A vida me fez para ser feliz, pra viver pra sonhar, pra sorrir, pra chorar, e assim pra sempre.” Porque estou me sentindo intensa, no direito de dizer o que sinto e transformar em bem o mal que penso.
E você? Qual sua trilha sonora?

Sexta é dia de colchão!

A frase que mais ouço/leio na sexta feira: “Não acredito que você não vai sair!”
Se as pessoas tivessem noção do quanto eu amo estar em casa elas não diriam isso!
Tem gente que é desesperado pra sair, porque é tão intolerante que não consegue suportar a si! Outros são tão covardes que tentam fugir de problemas enchendo a agenda de compromissos sociais e quando por acaso elas não tem o que fazer inventa logo qualquer lugar pra ir. Alguns não aguentam a própria família, não suportam mães e pais, cinco minutos na sala com eles equivalem a cinquenta dias de tortura. Certamente existem aqueles que não têm nenhum desses problemas e saem porque simplesmente gostam de sair, muito raro existir, mas existem.
Eu prefiro assim, eu gosto assim no sossego de casa, um filme deitada num colchão jogado na sala e com edredom com cheirinho gostoso de amaciante. Claro que se o celular toca... “O que você está fazendo? Posso ir aí?” eu não ligo de dividir o colchão, o edredom, o filme, a pipoca, a coca-cola, o coração...

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Cansaço da alma

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve." Mateus 11-28a30

O que realmente deve me cansar?

Nunca trabalhei a ponto de me sentir cansada exaustivamente, graças a Deus meus empregos são bem leves e favoráveis a minha saúde mental e física. E não o faria por causa de dinheiro, talvez eu jamais passaria por cima de alguém ou de meus limites por grana.
Não pratico esportes, a labirintite me limita apenas a algumas caminhadas no fim do dia.
Não tenho namorado e acho que isso já faz de mim uma pessoa de plena paz. (hahahaha)
Confesso que estou rodeando pra não assumir de vez o que me cansa! :P
Bem, estou cansada de tapar os ouvidos pra não ouvir o que Deus quer de mim.
Estou cansada de saber de habilidades que tenho que contribuiriam para o Reino, mas insisto em brigar com Deus que não quero sair de minha zona de conforto para colocar isso em prática, sempre tenho um maldito argumento que que convence a mim mesma de que eu estou certa e Deus está errado! Sim, pasmem vocês, mas já cheguei a pensar assim.
Estou cansada de ser desobediante, de ignorar a importância disso e já está chegando em um nível de peso que me tira do prumo.
Estou cansada de ouvir que mais um colega morreu de overdose porque não havia quem dissesse a ele: "Deus é força, se apegue a Ele".
Estou cansada de saber que Deus está em todo lugar, mas cruzar os braços ao invés de torná-lo visível. Definitivamente, acho que Cristo não morreu por mim, pra que eu exibisse minha felicidade e liberdade aos outros.
Estou cansada disso tudo!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Sim, a mulher pode!

Dilma, honrosamente é a nova presidente do Brasil. Honrosamente pela grande vantagem sobre o candidato tucano, quem eu apoiei. Honrosamente por ter sofrido preconceito por ser mulher e criticada por ter saúde frágil. Eu, como toda jovem, carente de mudança e cansada de ver meu país nessa mesmice, ciente de minha liberdade de expressão, vou dizer que sou e sempre serei oposição, não apoio aos militantes petistas, mas diante da democracia incontestável e invejável do Brasil, declaro que Dilma (e não o PT) pode contar com meu apoio durante esse quatro anos, sei que as intenções são boas, que seu plano de governo (quem nem ao menos foi apresentado com clareza ao povo)tem muita proposta que cabe a esse país, e duvido muito que em meio a tanta gente que o desenvolveu não há um de bom caráter; não vou acusar mais Estela pelos crimes que cometeu, prefiro tentar esquecer que nossa presidente teve envolvimento com as forças armadas e em N questões que fingimos não saber.
Recebo Dilma, respeito e oro pra que ela, seus assessores e ministros façam o melhor. Não quero a continuidade do governo sujo que não punia ninguém como foi o de Lula, quero limpeza, clareza e mudanças visíveis como a própria candidata prometeu várias vezes em sua campanha. Se eu ver o senhor Zé Dirceu, Collor e aquela ministra "espertinha" que foi seu braço direito e outros senhores e senhoras que de longe fedem corrupção, mas não sei porque fazem o gosto de Dilma (prefiro dizer que não sei porque)vou atrás dela e chamá-la de mentirosa e enganadora! Chega de sujeira, Lula já está deixando a privada cheia, e se a presidente eleita tapar o nariz para isso, não passa de um dejeto como tais. Que ela realmente cumpra sua palavra e seja mulher como todas nós que não gostamos de sujeiras e dê as descargas necessárias no plenário e nos ministérios.
Que Deus abençoe Dilma e seu governo, que ela saiba que caráter de dignidade não são heranças partidárias, ou se tem, ou não se tem. Usando de sua sensibilidade, força e conhecimento cristão (se é verdade suas declarações sobre tê-lo) poderá sim dar certo,
se Dilma fizer sempre o bem e não ser fraca como seu companheiro que fecha os olhos para os roubos dentro de sua própria casa,e com verdade e transparência fizer tudo bem feito vamos não só seguir mudando, pois mudança nada vale sem progresso, mas vamos rumo ao Brasil que merecemos já que trabalhamos muito e ganhamos tão pouco, mas continuamos esperançosos.
Deus abençoe o governo Dilma!

Ana, 24 anos, brasileira e querendo ver o desenvolvimento social tão prometido.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Ela se mudou.

Eu não tive avó, tive, mas não conheci nenhuma delas, nem a mãe de meu pai nem da minha mãe que morreu antes que nascesse, por isso, algumas vovós me adotaram como neta e mimavam, me presenteavam e deixava que eu tivesse liberdade em suas casas... Essa madrugada recebi a notícia que uma dessas vovós, a Dalva, faleceu, além de ela ser minha vó adotiva, era a melhor amiga de minha mãe por mais de 20 anos, foi uma dor dupla, um desconsolo, uma vontade de paralisar até que tudo passasse, velório, culto, enterro... Mas tive que manter as forças pra segurar as mãos de minha mãe. Fiquei olhando para filha da Vó Dalva e não me conformava com mães morrerem cedo, deveria ser proibido mães morrerem antes dos 100 anos e minha mãe acrescenta: " e filhos antes dos pais." Vó Dalva foi recebida no céu pelo Senhor Jesus Cristo, tenho certeza e vai me esperar por lá, em paz e feliz na plenitude de Deus.
E eu? Foi meu aniversário ontem, celebrei minha vida e por mais que eu esteja triste, eu ainda vou continuar celebrando a vida porque eu nunca vou morrer, quando acabar tudo aqui no céu irei morar e quando eu for, irei ainda feliz, porque não vejo a hora de me encontrar com o Pai.
Neguinha, te encontro na fé!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Quem me contou foi uma pescadora

Como a paciência de quem passa horas pescando seus peixes, ela me pescou pra Deus. Tudo bem que eu já era convertida, mas estava pra desistir desse processo todo porque ouvia todos os dias que pecado leva ao inferno... E na minha cabeça: “Vou então queimar nos braços do capeta, porque peco mesmo!” Daí me vem ela com aquele anzol, sem isca, fui porque quis, e sem machucar, fui pelo amor não pela dor. Daí pronto, me entregou pra Deus e Ele tem feito muito, muito mais do que eu pedia e imaginava.
Hoje essa pescadora, ou pseudo-pescadora (já que nunca vi, nem comi, só ouço falar das pescas) faz aniversário e como eu fico feliz de saber que to participando desse também, e agradeço a Deus porque Ele me colocou frente-a-frente (não), virtualmente conectadas (sim).
Diretamente:
Sara, obrigada por me apresentar o Deus amoroso, obrigada por participar da maior mudança da minha vida (espero que participe de outras mais).
Obrigada por orar por mim. E por não me devolver pra água, eu sei que deve ter dado vontade. (risos)
Parabéns, coroona bacana!
I Love You
Ana

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Conversa de botas batidas

Hoje
09:05Eu
enfermeira

09:06Anna
futura!
hehehe
diga

09:07Eu
ah não, AGORA finge que vc já formou
um corte assim meio fundo

09:07Anna
com oq?

09:07Eu
com vidro
tenho mesmo q ir pro hospital?

09:07Anna
depende do corte
hehehe
ish
meio fundo ou fundo de verdade?

09:07Eu
tá meio fundinho, mas parou de sangrar

09:08Anna
é bom ir pq as vezes precisa dar ponto

09:08Eu
tava sangrando desde de manhã (brincadeira)

09:08Anna
haeiuaheiuahe
creedo!

09:08Eu
mas se já parou de sangrar
tá de boa uai
a cicatrização já começou!

09:08Anna
foi grande?

09:08Eu
4cm
aprox.

09:09Anna
aff
devia ter ido
heheehe

09:09Eu
passo o q?

09:09Anna
vc ja passou alguma coisa?

09:09Eu
além de álcool com fogo?
(:P)
passei merthiolate

09:09Anna
ehaiuheiuahea

09:09Eu
não arde
o/
é q se for dar ponto eu sei q vou morrer

09:10Anna
é bom lavar, dpois passar algum antiséptico

09:10Eu
ahhh passei tb
tão tá blz

09:11Anna
espero q sim neh
hehehe
na verdade só olhando msm pra saber!

09:11Eu
valeu pela consulta
próxima vez bato na sua casa com linha e agulha
agora tá

09:12Anna
heiuaheiuaheiuae
era oq vc deveria ter feito msm!
+ parando de sangrar já é bom!

09:12Eu
minha mãe tem uma máquina de costura e uma overlok pra acabamento, tá minha filha, preciso de vc n! kkk

09:13Anna
ehaiuehaiuehiuaehiuae

09:13Eu
é, agora sério: cortei, doeu, sangrou muito, muito, mas parou e tá doendo só um pouco, axo q tá de boa... :) só queria saber se poderia causar problemas sérios.

09:13Anna
aproveita e pega um tetano junto! hehehe!
é bom tomar antinflamatorio tbm..
+ vc precisava msm ter ido ao medico!
hehehe
se inflamar peteca td!

09:14Eu
naada, vo ver essa parada do anticoncepcional* pra tomar
ahsiuahsiuh
brinks
:*

09:15Anna
hehehehhee
+ é sério msm
fica de olho!

09:15Eu
se eu morrer eu te ligo
valeu

09:15Anna
ehiuaheiuaheiueahea
precisando!!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Nada vai permanecer no estado em que está

Acabo de receber a notícia que um casal muito querido acabaram o namoro, fiquei profundamente triste, inclusive me segurei pra não chorar lá mesmo, na porta da igreja. Casais perfeitos não deveriam separarem nunca! Isso me fez pensar na vulnerabilidade daquilo que acreditamos ser concreto e pior, na nossa maçante ignorância de acreditar que tudo é pra sempre, não enxergamos que só Deus é eterno e só a vida com Ele é pra sempre. Hoje foi também o dia de ser ignorada, infelizmente não foi uma crise só minha uma amiga também comentou que ela parecia estar invisível. Eu me frustrei porque quando penso nisso me convenço de que era impressão minha, mas com a impressão dos outros não consigo me convencer disso, amanhã já terei esquecido, acredite! Os bons estão comigo e isso é que importa. Tem uma frase que gosto muito: “quem ama e espera ser amado não sabe amar” Me dedico muito aos meus amigos, as vezes ate por gente que nem conheço. Quantas vezes ouvi obrigado ou recebi a mesma dedicação? Melhor nem comentar pra não parecer pessoal, mas foram poucas. E quantas vezes eu não retribui um gesto bom? Milhares! Falta gentileza que gera gentileza, um cumprimento por mais superficial que seja, um sorriso, atos que não vão matar ninguém, e simpatia misturada com educação dá uma receita boa! Enfim, alguns namoros não duram, alguns amigos não duram, alguns sentimentos não duram (no meu caso alguns ficam por segundos em mim), mas ninguém é de ninguém mesmo! Só participamos da vida do outro. Um me ignora hoje, amanhã conheço alguém mais educado e disposto a uma nova amizade e que dure pelo tempo que durar.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Muda que o mundo muda coma gente.

Sim, precisa mudar, eu não vou adaptar ao seu jeito!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Os bons morrem jovens


Tudo pra ser


Ela tinha tudo pra ser

Mas ela tinha tudo pra ser

Caminhava na cidade com sua bermuda florida

Sua sorte sortida

E o sorriso convidativo

Andava pelo campo com suas botas velhas

As pedras entre elas

E o sorriso contido

Ela tinha tudo pra ser

Mas ela tinha tudo pra ser

Casou por amor

Cantou pela dor

Fugiu por pudor

Ela tinha tudo pra ser

Mas ela tinha tudo pra ser

Deitada na cama com seu pijama infantil

Sua sorte sutil

E o sorriso escondido

Deitada no leito de morte

Era o fim da sorte

E o sorriso agora no céu se viu

Ela tinha tudo pra ser

Mas ela tinha tudo pra ser

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Vox Populi


Sempre fui polêmica, mas só descobri isso quando me tornei uma pessoa "pública", agora tudo o que eu digo vira algo importante e relevante.
E não me venha com essa de que a voz do povo é a voz de Deus, ok?

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Cuide-se bem

Da minha precoce nostalgia.

Quando eu for bem velhinha, espero receber a graça de, num dia de domingo, me sentar na poltrona da biblioteca e, bebendo um cálice de Porto, dizer a minha neta:
- Querida, venha cá. Feche a porta com cuidado e sente-se aqui ao meu lado. Tenho umas coisas pra te contar. E assim, dizer apontando o indicador para o alto:
- O nome disso não é conselho, isso se chama corroboração!
Eu vivi, ensinei, aprendi, caí, levantei e cheguei a algumas conclusões. E agora, do alto dos meus 82 anos, com os ossos frágeis a pele mole e os cabelos brancos, minha alma é o que me resta saudável e forte.
Por isso, vou colocar mais ou menos assim:
É preciso coragem para ser feliz. Seja valente.
Siga sempre seu coração. Para onde ele for, seu sangue, suas veias e seus olhos também irão.
E satisfaça seus desejos. Esse é seu direito e obrigação.
Entenda que o tempo é um paciente professor que irá te fazer crescer, mas escolha entre ser uma grande menina ou uma menina grande, vai depender só de você.
Tenha poucos e bons amigos. Tenha filhos. Tenha um jardim.Aproveite sua casa, mas vá a Fernando de Noronha, a Barcelona e a Austrália. Cuide bem dos seus dentes. Experimente, mude, corte os cabelos. Ame. Ame pra valer, mesmo que ele seja o carteiro.Não corra o risco de envelhecer dizendo "ah, se eu tivesse feito..." Tenha uma vida rica de vida. Vai que o carteiro ganha na loteria - tudo é possível, e o futuro, tsc, é imprevisível.
Viva romances de cinema, contos de fada e casos de novela. Faça sexo, mas não sinta vergonha de preferir fazer amor. E tome conta sempre da sua reputação, ela é um bem inestimável. Porque sim, as pessoas comentam, reparam, e se você der chance elas inventam também detalhes desnecessários.
Se for se casar, faça por amor. Não faça por segurança, carinho ou status.
A sabedoria convencional recomenda que você se case com alguém parecido com você, mas isso pode ser um saco!
Prefira a recomendação da natureza, que com a justificativa de otimizar os genes na reprodução, sugere que você procure alguém diferente de você. Mas para ter sucesso nessa questão, acredite no olfato e desconfie da visão. É o seu nariz quem diz a verdade quando o assunto é paixão.
Faça do fogão, do pente, da caneta, do papel e do armário, seus instrumentos de criação. Leia.
Pinte, desenhe, escreva. E por favor, dance, dance, dance até o fim, se não por você, o faça por mim.
Compreenda seus pais. Eles te amam para além da sua imaginação, sempre fizeram o melhor que puderam, e sempre farão.
Cultive os amigos. Eles são a natureza ao nosso favor e uma das formas mais raras de amor.
Não cultive as mágoas - porque se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida é que um único pontinho preto num oceano branco deixa tudo cinza.
Era só isso minha querida.Agora é a sua vez. Por favor, encha mais uma vez minha taça e me conte: como vai você?

Maria Sanz Martins

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Mande notícias do mundo de lá


Sábado ouvimos falar através da Sara sobre coisas que nos distraem no dia-a-dia. Eu me lembrei da música que é algo que me transporta para outro mundo, chega a ser bizarro! Esses dias passei uns 40 min ouvindo Oswaldo em um lugar paralelo, caminhando com meu consciente pelas letras e entrelinhas do canto dele.


Eu não sei se evolui ou regredi quanto às antigas fantasias de ter estudado fora... Hoje eu reflito: “Minha vida acadêmica foi ótima, que besteira!” Criar outra vida maluca já que a minha vida maluca já é maluca o suficiente. Também assim como um exemplo dado, eu vivi muitos anos na fantasia, acho que alguns métodos químicos colaboravam. Hoje na realidade sinto-me mais feliz, amando mais, ajudando mais, sorrindo mais...

Mas quando ligo um CD Player me transporto, isso é bom?

1º eu acabo me envolvendo na fantasia do compositor;

2º eu desenvolvo uma extrema sensibilidade com o que ouço e se na vida real vivo algo parecido acabo me envolvendo e sofrendo com aquilo tudo. No sábado enquanto ouvia eu ia refletindo “Graças a Deus disso me livrei!” ou “ Putz, um dia serei normal?”

Quase me peguei orando a Deus pra que me fizesse normal. Enfim, cheguei em casa, fui nas minhas pastas de CDs e filtrei, tirei as canções que faziam viajar, confesso que quase chorei quando guardei Cazuza na gaveta! Deixei apenas os que me mantém sóbria e não tola num mundo paralelo e por incrível que pareça restou: Fernanda Takai, Ana Carolina, Chico César, João Bosco, Caetano... Os menos prováveis ficaram, o Moska resistiu, só há uma música que viajo, mas essa eu programo pra não tocar!

O que quero dizer com isso? Nada! Só quero deixar registrado que tenho ainda força para mudar meus hábitos ruins Deus me livre de envelhecer do mesmo jeito! (Já disse isso por aqui)

Espero que você também seja capaz disto, querer ser alguém melhor, pode parecer conversa filosófica de botequim, mas é um passo para vida saudável e real. Como dizia uma grande amiga que conviveu comigo seis anos seguidos: “Ana, por favor, não retroceda!” E por ouvir isso tantos anos, aprendi a lição!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

E agora, José?


Para ilha por vezes habitada vai José Saramago.




quarta-feira, 16 de junho de 2010


" entre nós dois não cabe mais nenhum segredo além do que já combinamos."

Cola seu rosto no meu rosto, enrola seu corpo no meu corpo agora está na hora de dançar.


Hoje acordei meio menina abandonada.

Minha mãe não para de falar da viagem dela com minha irmã, que implica eu passar uma semana em casa sozinha, eu a TV o CD player e os livros. Eu gosto de ficar sozinha, mas tem certos dias no mês que peço cafuné até do Anapolino (o gato). Nunca soube explicar se tem haver com ovulações ou coisas do tipo e estou sem tempo de pesquisar no Google sobre isso, mas se alguém souber me avise! Bom, faz tempo que não posto por aqui e muitas coisas aconteceram:

  • Um suposto relacionamento começou;
  • Peguei uma gripe do meu primo que me fez passar a segunda-feira em casa;
  • Vi pessoas no aniversário da tia G que eu pensava que tinham morrido;
  • Recebi muitos elogios quanto ao meu cabelo mais claro;
  • Fiquei sabendo de uma festa PLOC anos 80 que vai rolar sábado e eu já comprei ingresso;
  • Dia dos namorados é mais interessante sem namorados; (macarrão delicioso na casa de uma colega e muitas cantadas... Abafa!);
  • A Igreja do Jundiaí pode ser a melhor opção por esses dias;
  • E o jogo do Brasil seria melhor se fosse só o povo da família mesmo, sem amigos de amigos de primos. (raivinha)

Enquanto vou deixando minha carência passar, e ela sempre passa, vou seguindo a vida, continuando ouvindo o velho Chico voltando a cantar a música voltei a cantar, lendo o velho livro de vampiros, e mantendo minha promessa de não mais assistir GLOBO, a não ser quando obrigada a ver o jogo, já que a imagem da TV Band infelizmente deixa a desejar. Por hoje estou carente, e vou acabar minha noite com um pote de brigadeiro, embaixo das cobertas, assistindo DVD musical e com certeza achando que melhor que esse momento não existe!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

A copa do mundo é nossa?


Hoje o assunto é: Abertura da Copa

Bom, eu não gosto de assistir futebol, eu entro em estado de nervos quando meu time (Goiás Esporte Clube) está jogando, prefiro ficar comendo, conversando ou coisas de outro tipo, mas fico ligada nos lances e tal, só não fico com a cara pregada na TV.

Eu também nem vou assistir a abertura da copa, não gosto dos cantores convidados a cantar... Pior é que fiquei pensando que na nossa copa quem vai cantar provavelmente é Ivete Sangalo ou Cláudia Leite, já fiquei esperançosa quanto a uma Fernanda Takai, mas como esse povo é previsível, quanto alguma cantora de MPB no máximo Maria Rita!

Eu encho mesmo o saco por causa de música, vivo, amo respiro e amo por causa de música e nem gosto de quem não gosta de música. Sim, existe quem não gosta, eu tinha um conhecido que ele não gostava, ele prezava pelo silêncio, e quer saber? Ele era um chato! “Um vasto discurso, num corpo machucado, sozinho no mundo e reclamando de tudo...” Apesar de que tem músicas que é melhor o rádio desligado! Rebolation*

A abertura da copa ta rolando nesse momento e a cantora Fergie está fazendo feiúra, como eu já previa. Só me resta continuar trabalhando e fingir que nada disso ta acontecendo, eu gostaria de ver mais da cultura africana, mas parece que a Globo não deixa, né? O que será que tem atrás disso? Ponto sem nó não na GLOBO, baby! Por isso minha TV num passa nada dessa emissora sinistra! Conselho? Poupe-se também vá pra internet e seja feliz! (risos)

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Como nossos pais


formspring.me em mim mesma/política

Você gosta de política?

Eu: gosto

E do Lula?

Eu: não

Do PT?

Eu: Nem pensar!

Candidatar-se-ia?

Eu: Sim!

Para quê?

Eu: Deputada federal

Para quê?

Eu: Tomar medidas drásticas em Bsb.

Quem vai votar em Presidente?

Eu: Serra.

Por quê?

Eu: Preciso dizer por quê? Analise os outros candidatos e responda por si só!

É do tipo que se engaja e luta na política?

Eu: sim, gasto tempo mesmo, cansei de ver tanta barbaridade por causa de votos errados.

Jogaria tomates em quem?

Eu: Na Dilma e todos que estivessem de gravata vermelha.

Quem faria questão de cumprimentar?

Eu: os de camisas azuis. (risos)

Quem você indica como melhor líder do Brasil?

Eu: Jesus Cristo

Quem você indica como o pior?

Eu: Collor deu tanta rata...

Acredita em um futuro de igualdade?

Eu: não, não sou tão fantasiosa assim, mas acredito num futuro justo.

E cada vez que eu fujo eu me aproximo mais


Big;

Eu queria ser constante e deixar de lado esse meu pensamento extremamente mulher e dizer com toda certeza do meu encanto por você. Digamos que o que passa em mim trata de um transtorno multipolar. Hora te amo perdidamente, hora nem quero te ver, hora, hora perco tempo me explicando por você, hora pergunto quem é você. Mas do hoje eu sei, sei que é muito mais que especial “ no vão das coisas que a gente disse, não cabe mais sermos somente amigos...” Mais que essencial... Tudo além do que possa parecer em minha inconstância. E então “se acaso me quiseres sou dessas mulheres que só dizem sim pra uma coisa à toa...”

Carrie Bradshaw

Sem poupar coração


Hoje acordei meio masoquista.

Sonhei com jaguatiricas me atacando numa floresta dentro de uma cidade, estar sangrando até a morte depois de ter levado uma mordida que rançou um pedaço do meu braço, minha mãe chorando pedindo pra eu falar num sei o quê lá pra Deus. Tipo, maior perturbador pesadelo que já tive. Acordei a fim de enfrentar florestas, jaguatiricas e até a morte, apenas pelo fato de que quando eu morrer vou morar no céu com Deus e palácios...

Depois de alguns minutos refletindo sobre o sonho, percebi que to passando por um desafio sim, mas o de amar, reciclando se realmente no amor a na guerra vale tudo; conclusão: sou um soldado covarde que sempre recua quando surge ameaça inimiga. Uma amiga minha diz que ela ama incondicionalmente e que ela quer mais é morrer de amor, que nem quer ouvir que amar é só pra ser feliz...

Essa mata uma leão por dia, viu?!

Prefiro pensar assim:

Eu amo você, você me ama e vamos em frente, ok?

Esse tal papo:

Eu te amo e você não me ama, mas vou te conquistar! Cara, isso não é comigo, não mesmo!

Já disse, sou o soldado covarde, além de covarde preguiçoso, gosto das coisas do amor certas, abstratas, e coerentes. Mas enfim, nem sei por que da jaguatirica predadora veio acabar no assunto conceitos de amores. Estou a dois passos da loucura mesmo, não preocupem.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

será




sem
afobação
o
que
tive que
ser
será
o que
for
p
r
a
ser
vigora
amores
serão
sempre
amáveis
sem
pressa
e
sem
medo
de
p
e
r
d
e
r
pois
se
for
amor isso
vai
perdurar
durar
pelo
tempo
que durar.

"Quem jamais a esquece não pode reconhecer..."


Quer saber? Isto não é uma crônica, nem encaixa em gênero nenhum, aliás, nem gosto mais de gêneros!

Acho que o tal poeta foi muito radical quando disse ser impossível ser feliz sozinho. Poxa vida, eu e meus botões os divertimos tanto! Constatei isso quando me peguei gargalhando sozinha em meio aos meus pensamentos antes de dormir. Depois de minhas orações noturnas (já as matutinas são tão perturbadas e quase sempre interrompidas) sempre sinto paz e uma alegria que me tira o sono muitas vezes, minhas conversas com Deus e minhas declarações são longas, importantes e necessárias que são capazes de transformar pensamentos antigos, e consertar o pau que nasceu torto.


Sem contar às vezes que vou caminhando para o trabalho e vou com um sorriso aberto as pessoas (algumas) até me cumprimentam, outras ficam olhando indagadas... “essa mulher pirou!” Demorei muito pra entender que isso se chama felicidade, querer do abraço de minha irmãzinha quando passamos muito tempo sem se ver, querer ouvir a risada da minha mãe, lembrar das travessuras do Anapolino (o gato), bater um papo com os amigos da igreja, ouvir um samba com os que não são da igreja, ligar o cd player e gritar com Maria Bethânia... Isso tudo faz parte da minha felicidade e é só isso, me basta! Pra quê mais? Nunca fui gananciosa por riqueza, nem por matéria, não me apego a nada que seja tão concreto, porque o tal do concreto é danado pra quebrar a cara da gente! Gosto de pensar que as pessoas são boas, tento tampar os olhos para as terceiras intenções, e vivo um dia de cada vez (quem me viu quem me vê) cansei de colocar o carro na frente dos bois e acabar parando que nem besta vendo o tempo passar. Desde quando eu sou cristã? Desde quando resolvi reconhecer que o preço da minha felicidade já foi pago e que não há motivo nenhum pra tristeza.

Felicidade, meu amigo, não está em ninguém, está na vida que você constrói!

Posso sugerir um samba Havaiano? (risos)

http://www.youtube.com/watch?v=vCOW_rnl3r4

Corpus Christi


O feriado foi o dia que mais me procuraram nessa vida, tirei o dia pra dormir (depois de uma noitada), descansar, ficar com a família, rir da minha irmã que depois que ganhou chiclete beirou a loucura, enfim, eu queria só ficar só. Ouvi uns CDs antigos, confesso que me prendi ao CD do Chico, sempre viajo com as músicas dele, uma em especial, mas acho que é melhor eu não comentar qual aqui, porque as pessoas tem a mente esquizita, podem interpretar mal.

Daí, no finalzinho da noite resolvi voltar a Fernanda Takai, e ouvi umas 10x essa música:

http://www.youtube.com/watch?v=NNGfxU7PArY

Disseram, só porque às vezes me ligam, perguntam onde estou, e falo: “estou por aí!” Além do tal do botequim, o violão, o samba, a madrugada companheira... Essa música me fala muito, só faltava Takai falar que estou com Deus, aí sim, seria minha do começo ao fim, sempre interpreto essa música pensando num cara só e ateu, e quando ele fala dos amigos eu identifico, tipo, “tenho muitos amigos e sou popular” mas prefiro ficar eu e o violão andando só por aí. Enfim, terminando esse post sem eira e nem beira, “sem nexo, um pierrot retrocesso meio bossa-nova e rock and roll...” só queria dizer que eu prezo muito pela reflexão e porque não dizer, prezo também pela minha solidão!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Com açúcar, com afeto


Ultimamente têm faltado muito doce em meus relacionamentos, além da minha família (casa),os relacionamentos tem sido meio amargos e outros sem gosto. Fiquei procurando em mim a culpa disso, mas estou quase me convencendo de que nem tudo o que você planta, colhe. Uma vez, há pouco tempo atrás, me disseram que eu era muito genuína em meus sentimentos, que quando gosto, faço demonstrações explícitas, e quando não gosto não me manifesto, me escondo justamente pra não pecar em algum julgamento prévio e sem fontes justas.

Realmente sou daquelas que quando gosta, derrama baldes e baldes de mel e se dedica, mas então consciência, quem se dedica por mim? Experimento-me e sinto um leve adocicado de três ou quatro amigos, fiéis, justos e melados por natureza. Não estou implorando por doces, até porque tenho tendência ao diabetes. Quero relacionamentos afetivos/amorosos/coleguismo... Com muito açúcar, com afeto e nem uma pitadinha de pimenta sequer.


Com açúcar, com afeto - Chico Buarque de Holanda

Com açúcar, com afeto, fiz seu doce predileto
Pra você parar em casa, qual o quê!
Com seu terno mais bonito, você sai, não acredito
Quando diz que não se atrasa
Você diz que é um operário, sai em busca do salário
Pra poder me sustentar, qual o quê!
No caminho da oficina, há um bar em cada esquina
Pra você comemorar, sei lá o quê!
Sei que alguém vai sentar junto, você vai puxar assunto
Discutindo futebol
E ficar olhando as saias de quem vive pelas praias
Coloridas pelo sol
Vem a noite e mais um copo, sei que alegre ma non troppo
Você vai querer cantar
Na caixinha um novo amigo vai bater um samba antigo
Pra você rememorar
Quando a noite enfim lhe cansa, você vem feito criança
Pra chorar o meu perdão, qual o quê!
Diz pra eu não ficar sentida, diz que vai mudar de vida
Pra agradar meu coração
E ao lhe ver assim cansado, maltrapilho e maltratado
Como vou me aborrecer? Qual o quê!
Logo vou esquentar seu prato, dou um beijo em seu retrato

E abro os meus braços pra você.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Não


Eu não te amo

Mas sinto-me triste, quando não vem.

Eu não te amo,

Mas morro de raiva do tempo que não vejo passar.

Eu não te amo,

Mas perco tempo relembrando nossos momentos.

Eu não te amo,

Mas minhas orações brigam em incluir você.

Eu não te amo,

Mas estremeço quando te vejo mesmo de longe.

Não, meu amor,

Não é mero orgulho. Trata-se de algo forte, mas não, meu bem...

Eu não te amo.


segunda-feira, 24 de maio de 2010

Recebemos a irmã EDMÉIA WILLIAMS no último domingo na igreja Presbiteriana Central de Anápolis, nem preciso dizer que morri de rir!


Vivemos em um mundo altamente egoísta. São raras as ações de humanitarismo e solidariedade. Por isso mesmo, elas merecem grande destaque. São poucos os relatos de pessoas que abandonam o seu cotidiano e a sua comodidade para contribuírem para o bem-estar do próximo. A “personalidade da semana” do INTITULÁVEL é uma dessas exceções da sociedade hodierna.


Edméia Willians nasceu em Santarém, interior do Pará. Entretanto, sua família migrou para Salvador, na Bahia, onde ela passou a maior parte de sua vida. Aqui ela cresceu, realizou seus estudos, se casou, constitui família e obteve os bacharelados em Pedagogia, Filosofia, Psicologia e Música. A sua vida era normal, como de muitos. Passou a morar no Rio de Janeiro, devido ao emprego de seu marido. Chegou até a morar no Iraque, ainda na época de Sadan, também por motivos profissionais relativos ao seu esposo. Tudo transcorria normalmente até que duas tragédias mudaram a história de sua vida. Em um período muito curto, Edméia perdeu o seu esposo, que tanto a sustentou, e sua filha querida, no início da sua juventude. Foi um enorme baque. Entretanto, o ressurgimento desta mulher foi esplendoroso.

A idéia inicial era formar um coral das crianças na favela. Edméia Willians foi a idealizadora. Mas a experiência na Colina Dona Marta – como ela gosta de chamar o morro – foi muito além. Edméia é evangélica, membro da Igreja Anglicana. Não possui apenas conhecimentos seculares, mas também fez o Curso de Liderança Cristã, no Intituto Haggai, em Cingapura e é formada em Missiologia pelo Celly Oak Collage , na Inglaterra. Ela decidiu usar os seus conhecimentos, as suas finanças e o seu tempo em prol do Dona Marta. Então no início dos anos 90 ela fundou a Casa de Maria e Marta.

A Casa possui várias salas de aulas, um refeitório, um núcleo de informática e ainda uma sala anexa para aulas de música. As crianças atendidas recebem, além das aulas de reforço escolar, aulas de Educação Religiosa, Música, Inglês e de Teatro. Elas fazem três refeições no local: café, almoço e jantar. Na época do NATAL, todas ganham um pacote contendo roupas, brinquedos e demais itens que lhes sejam necessários. Tudo isso gratuitamente. Tudo isso é possibilitado pelo esforço dessa querida irmã que hoje é assessorada por Kay Davis, uma missionária inglesa. É difícil compreender como um movimento social tão forte e atuante consiga sobreviver sem apoio das autoridades, da mídia ou até mesmo de igrejas. A irmã Edméia Willians, recentemente, participou de uma das maiores convenções mundiais da igreja protestante, realizada em Belfast, na Irlanda do Norte. Lá questionaram-na sobre o magnífico projeto no morro. Ela atribui a Deus todo o sustento oriundo para a Casa. O sustento financeiro sai de doações esparsas alcançadas por Edméia em suas conferências pelo Brasil e pelo mundo. O seu reconhecimento no mundo evangélico é inegável, entretanto não existe esta mesma valorização frente às autoridades políticas e perante a mídia brasileira.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Bora?

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Minha vida dava um filme





Um filme bom, uma pena que a classificação seria Drama/Suspense, na verdade num sei se isso é ruim, mas também viraria um clichê se eu dissesse que queria viver um romance, ou uma comédia romântica, talvez eu preferiria mais ação, menos cenas de grandes descobertas e profundas reflexões. Eu uma vez disse pra alguém (sei lá quem) que se minha vida fosse um filme, algumas pessoas levantariam bem no meio do longa e sairiam da sala de cinema totalmente entediadas por ser tão semelhante aos filmes que retratam o "mundo dos jovens" por aí...
Quando eu era mais novinha, uns 13 pra 14 anos, eu comentava com as minhas amigas:
- Não é estranho o amor de a sua vida aparecer justamente na sua vida?
Pra mim era estranho demais, o amor da minha vida aparecer na minha vida... Pois era completamente válido o meu grande amor estar na vida de outra pessoa, pra mim era uma questão de ganhar na loteria se o amor da minha vida encontrasse o caminho da minha vida. (se você num entendeu, deixa pra lá)
Outro pensamento que eu tinha quando mais nova era que música clássica era trilha de pessoas ruins, toda vez que algo ruim acontecia nos filmes, subia uma orquestra com acordes sinistros... Por isso até hoje eu gosto de músicas que tem letras, que eu posso cantarolar na rua, e berrar em casa, que eu possa chorar litros ou dançar que nem uma doida, quem em conhece sabe que se tiver uma música que eu sei cantar do começo ao fim, podem ter certeza, aquela música está falando de mim, ou de algum momento que estou passando, por isso que nunca me ouvirão cantando: "crééééu, créééu!" (risos)
Se minha vida fosse um filme a trilha sonora seria rock in roll, sem dúvida nenhuma, por mais que eu goste de Jazz e Samba, não encaixariam nas cenas tão loucas e agitadas da minha adolescência.
Uma amiga minha sempre dizia que eu tenho que tomar cuidado com minha vida/filme, porque a vida não é um ensaio geral, se eu errar, não dá pra fazer de novo, é como se eu só tivesse a chance do: GRAVANDO!

sábado, 4 de julho de 2009

Você está descascado!


Minha amiga tinha um bauzinho que eu adorava, era todo feito de colagens de notícias de quando ela era adolescente, ano 89, e eu sempre parava pra olhar, admirava mesmo, pois foi um "serviço" muito bem feito a confecção do bauzinho. Um dia ela se mudou e deixou pra mim o baú e logo depois eu mudei de casa também.

Pouco tempo depois eu reparei um descascado no cantinho direito na parte inferior do baú, e aquilo me incomodava, deixei de admirar o baú e só reparava o descascadinho minúsculo que nem correspondia a 2% do baú. Eu, sempre que olhava procurava uma solução pra aquele arranhado que talvez eu mesma na mudança causei, e nem mais reparava o bauzinho por conta disso.

Daí passei a perceber como é válido tal desprezo também em nossas vidas, várias vezes abandonamos amigos por causa de um defeito, ou por um erro cometido, mas bem pequena coisa que nem corresponde a 2% daquilo que o amigo tem de bom. Passamos a fugir e não admirar mais, no começo que tudo era lindo, novo e sem problemas estávamos lá, felizes e animados em conviver, um deslize... Um descascadinho de nada. Basta! Não convivo mais com você!

Encobrimos nossos descascados, e achamos que seremos sempre admirados.

Voltando ao bauzinho, hoje eu o Admiro de novo, nem consigo mais reparar o defeito, tirei-o do armário e coloquei em minha mesa, pra que todos vissem e inclusive estou escrevendo esse texto olhando pra ele, e se ele não fosse matéria, eu diria que ele deve estar olhando pra mim e pensando: "Poxa, vida, quantos descascados!" Mas talvez ele não deixasse a minha mesa por isso.

Você está deixando o amigo por 2% de descascado? Mas e os teus?

"Em todo tempo ama o amigo..." PV 17:17

terça-feira, 26 de maio de 2009

Calça, carros pretos e ódio às balas de caramelo


Era uma vez uma garotinha que tinha suas bonequinhas, adorava se enfeitar, passava horas em frente ao espelho rodando e divertindo com o movimento que o vestidinho rosa com flores vermelhos fazia. Sentia profundamente o perfume que ela mesma passara no corpo, perfume esse que tinha que tomar banho logo após a brincadeira antes que sua mãe chegasse do trabalho e a pegasse naquela fantasia toda, em meio a batons e brincos e colares.

 

Mal sabia ela que o preço por adorar as coisas de meninas é caro.Um vestidinho inocente todo florido poderia lhe custar maus sonhos a vida toda. Rodar o vestidinho não desperta em todo mundo admiração em ver uma menininha. Em algumas pessoas más, desperta o desejo de poder violar aquela pureza toda.

Mas era só uma garotinha ingênua, como decifrar e saber que na mente de um homem dito do bem e amigo de sua mãe, pensamentos que eram maus? Afinal ele lhe trazia bonecas e balas de caramelo no sábado à tarde.

 

Em um desse ele apareceu com sua roupa fina, com cara de rico. Ela logo pensava em apresentá-lo às suas amigas como seu pai, era bonito e tinha um carro vermelho, coisa que nenhuma das outras meninas da escola tinha. A mãe dela não estava, e ele chegara exatamente na hora em que ela se aprontava pra um banho, a toalhinha branca toda desfiada e curta, talvez tenha sido usada sua infância toda e já com 11 anos mal cobria suas coxas.

"Senta tio! Mamãe só foi ali e ela sempre volta rápido." O homem logo apanhou a menina no colo, ela, claro, sempre interessada se deixou, talvez quem sabe uma bala de caramelo? Ou a promessa de uma boneca?

 

Mamãe demorava uma eternidade... Uma eternidade!

Dizem que o que é ruim demora muito e o bom dura pouco. E a menina poderia até completar que o ruim e dolorido demora mais ainda!

Mamãe voltou, o silêncio tomou posse, já de banho tomado, mas se sentindo imunda e adulta. A menininha deixou de ser menininha numa tarde de sábado.

Deixou os vestidos de flores, as bonecas, as balas de caramelo, e por fim, nunca mais quis ter um pai e nem carro vermelho. E em diante, só de calça, só calça!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Pequei



Davi disse a Natã: "Pequei contra o Senhor". Natã respondeu: " O Senhor perdoou seu pecado" (2 Sm 12.13s)

Natã aconselhou e conversou com Davi sobre a vida de pecados e a tristeza de Deus em ver assim seu próprio escolhido, quem Ele mesmo levantou.

O relato de Samuel não nos deixa saber detalhes da conversa de aconselhamento entre os dois naquele dia. O certo é que se Davi fosse como um dos outros reis de seus dias (e dos nossos) a cabeça de Natã teria rolado. Mas não foi assim que aconteceu, pois Davi é um homem de Deus como Natã e sabe humilhar-se. Em suas poucas palavras explode a confissão da culpa que o atormenta desde aquele dia em que pecou. Nós todos pecadores sabemos como é isso. Davi tem saudades de ser feliz, de estar alegre na congregação que louva ao Senhor quando presta culto. O Salmo 51 e 52 nos contam o que se passou no coração de Davi.

Devemos celebrar a misericórdia e a benignidade de Deus. Esse amor e esse zelo que manteve Davi em pé também nos sustentarão. O Senhor renova em nós a alegria de sua salvação. Confissão é difícil para você? 

Bom, eu sempre começo com:

"Senhor, pequei..."

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Ter que ser alguém

Eu

Quero

Ser

Alguém

 

Encontrar

A mim

Já não sei

Eu invento

Amores

Dores

Para existir

Ressentimentos

Mágoas

Lembranças

Para existir

 

Eu

Quero

Ser

Alguém

 

Deus

É

 

Quem

 

 

 

 

Sabe

 

 

 

 

Dessa

 

Longa

Estrada

 

Chaninho, Chaninho... Vem cá vem?


Eu fico pensando o que tem a ver

Pessoas brigando comigo e eu brigando com você.

Eu poderia muito ser bem arrogante:

"Só Deus pode me dizer o que fazer!"

Mas até minha grosseria tem limite

Aliás, aqui dentro anda tudo meio limitado.

Sempre fui briguenta, mas ando com preguiça de brigar

O curta e grossa ta virando longa e fina...

Sei lá, não está valendo a pena.

O que será isso?

Eu gostava de comprar briga!

Não...

Será que "recebi" mansidão?

Eu?

A Ana Bacana doidona?

Calma?

Deus faz milagres.

Faz milagres!

Mas isso não significa que você precise pisar no meu calo.

Quer saber?

Pode pisar.

Eu não me importo!


estou mansa.

domingo, 10 de maio de 2009

Grande gênio


Sabe rasgar o peito?
Eu não faço.
Dói
Machuca
E pra que ficar com feridas abertas?

Sabe "se joga"?
Eu faço.
Dói
Machuca
E pra que ficar parado?

Sabe dizer que ama?
Eu não faço.
Dói
Machuca
E pra que se humilhar?

Sabe amor e ódio?
Eu faço.
Dói
Machuca
Mas pra que ser tão constante?

Sabe?
Mas pra que saber de tudo?


Sabia que o sabiá sabia sobiá?

Aprecio sem moderação

Ah!
Quero gritar feita louca.
Contar o que Deus faz comigo.
Ah!
Quero que quem eu amo passe por isso, sinta isso. É muito bom!
Acordar sorrindo e cantarolar feliz ao decorrer do dia.
Bater um papo com alguém que nunca vi na vida antes.
Poder ser livre para declarar meu amor a Jesus.
Deitar a cabeça no travesseiro, refletir, arrepender, me sentir perdoado.
Agradecer pelas belezas do dia.
Acordar num dia borrado.
Ficar de cara feia pra si mesmo no espelho.
Ser incapaz de sorrir para as pessoas na mesa de café.
Passar o dia contando as horas pra que termine.
Saudades, mágoas, brigas...
A noite no travesseiro, arrepender, me sentir perdoado e ser consolado.
"Foi só um dia ruim!"
Ah!
Quero gritar feita louca.
Contar o que Deus faz comigo.
Ah!
Quero que quem eu amo passe por isso, sinta isso. É muito bom!
Ouvir Dele é muito bom, eu não me canso..
Viciei!
Viciei!

terça-feira, 14 de abril de 2009

ABRA SUA MOCHILA

“Também o Espírito semelhante, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis.
E Aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que Ele intercede pelos santos.
Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo seu propósito.” RM 7: 26-28

A dor e a pressão que passamos no dia-a-dia nos fazem “abrir a mochila”. Não é assim?
Somente quando somos “apertados” é que abrimos a bagagem que carregamos nas profundezas de nossa alma. Bagagem que inclui sentimentos que não queremos contar: nossa culpa, amargura, ressentimento, rejeição, pretensão, idolatria, ciúme e coisas do gênero, que nossa natureza pecaminosa sabe produzir e acumular. Com o tempo, aquela bagagem pequena torna-se uma mala enorme, pesada e sem alça.
É como um iceberg. Apenas 14% de seu gelo ficam visíveis, enquanto que 86% continuam submersos sob a superfície da água. E somente quem mergulha fundo percebe a enormidade do duro bloco escondido.
“Aquele que sonda os corações...” Deus sabe, Ele conhece cada pedacinho de nós, o que tentamos esconder dos olhos dos amigos, de nossos pais ou quando queremos mostrar ser alguém que não somos. Ele vê! Mas para Ele podemos abrir nossa mochila. Seja qual for nossa culpa, Ele nos aliviará do peso, perdoando-nos. E o que for dos outros, Ele nos conduzirá ao milagre do perdão. Por isto mesmo, não deixe nada escondido. Abra sua bagagem, reconheça o tamanho do iceberg. Confesse tudo e serás restaurado por Deus.

sábado, 11 de abril de 2009

Amigos do peito mesmo?


Disse Davi: Resta ainda por ventura alguém da casa de Saul, para que use eu de bondade por amor de Jônatas? 2 Samuel 1 – 13

Em nossos dias a “amizade” perdeu muito do seu conteúdo. Quando a amizade não requer mais compromisso sincero ela inflaciona. Comprometer-se com outro se tornou algo passageiro e ultrapassado. Nós só o fazemos enquanto preenche o prazer próprio e egoísta.
Saul perseguia Davi, mas entre o filho dele e Davi havia uma amizade baseada em amor, uma aliança selada por Deus. Quando Saul e seu filho morrem numa batalha, Davi torna-se rei e então pergunta por algum sobrevivente da família de Saul, para demonstrar gratidão por sua amizade com Jônatas.
Hoje é praticamente inexistente amizade verdadeira e cordial. Correr com os afazeres do dia a dia é mais importante, cuidar de sua própria família é sim essencial, mas e o relacionamento com o irmão, o companheirismo e o compartilhar?
Confiança não se ganha, nem se dá gratuitamente e ligeiramente. Permita-se confiar entender e amar um amigo. Ore por ele, divirta-se com ele! Davi foi tão grato a Jônatas que se dispôs até a descendência do amigo. Nós podemos escolher com quem conviver, e fazendo as escolhas certas, os amigos tornam-se bênçãos e bons companheiros de risadas.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Orando no Blog

Oh, Deus;
Te agradeço, Senhor por tudo o que tens feito. Agradeço porque sua fidelidade é incomparável, porque suas misericórdias não têm fim, porque o Teu zelo por mim é imenso e o Teu amor é tão grande que dá até vontade de chorar em lembrar cada momento de consolo e proteção que o Senhor teve para comigo.
Pai, assim como tens cuidado de mim, cuida da minha família e de meus amigos, consola as perdas, dê colo aos carentes, alivia os cansados, enxuga as lágrimas do triste, perdoa-me, Pai, sou tão falha, tão cheia de mim mesma, prepotente e pretensiosa. Que de fato, me recolha a minha insignificância e reconheça que sem Ti nada sou e que cumpra Teu desejo em mim. Quero aprender a viver de Ti e não de mim.
Pode mudar o que for preciso, toca, traz a tona, exponha Deus aquele pecado escondido, esquecido e não confessado, tenha misericórdia. Cura as feridas, mágoas e lembranças ruins. Tira toda raiva, ódio, rancor, todos aqueles sentimentos que atrapalhem minha comunhão Contigo.
Se Deus pode fazer milagres em meu ser, pode fazer em qualquer um. Clamo pelos meus amigos, todos, seja quem for. Pois não tem cura que o Senhor não possa fazer em quem se entrega de verdade, e sabes que tem aqueles que já se entregaram em Tuas mãos.
Que as lutas não me afastem do Senhor, eu quero de toda alma e coração permanecer Contigo até o fim, minha vida será para sempre só para teu louvor. Longe de Ti não posso viver e nem sequer é possível viver. E graças dou por ter entendido isso a tempo de me redimir e conhecer de Ti e provar do Teu amor.
Te agradeço pelas pessoas que Tens colocado ao meu lado, agradeço porque antes eu era auto-suficiente a ponto de achar que não precisava de ninguém, e hoje posso contar com a atenção, interseção e o carinho de meus amigos irmãos. Obrigada por tirar de mim a resistência de demonstrar sentimentos, medos, traumas e falhas. Por ter feito as máscaras caírem e reconhecer quem eu sou e saber que eu jamais serei a mesma.
Não há lugar melhor que em Teus braços para consolo e Teus pés para me derramar.
Tua paz inunda a minha mente, Teu consolo enxuga as minhas lágrimas, Tua correção me traz a direção, Tua unção me faz livre pra Te adorar, Te contemplar, Te agradecer por me perdoar. Livre pra Te amar, Senhor.
Amém!

terça-feira, 10 de março de 2009

[...]

Hoje quando acordei o quarto estava laranja, dormi com as janelas abertas e o sol já vinha surgindo para seu compromisso com o verão.

Fui apressada para contemplar o nascimento, fiquei meio tonta por ter levantado rápido demais. Parecia um dia como nas fábulas, tudo muito colorido, até passarinhos cantavam nas árvores do outro lado da rua e a trilha sonora se fez na minha cabeça com as músicas de Chopin...

Pensei no que dizer para Deus naquele instante, mas não me veio nada à mente.

Silêncio.

[...]

Mas como eu converso demais e o silêncio às vezes me incomoda:

“São muitas, Senhor, Deus meu, as maravilhas que tens operado e também os teus desígnios para conosco; ninguém há que se possa igualar contigo. E quisera anunciá-los e deles falar, mas são mais do que se pode contar.” Sl 40:5

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Obrigado!

Se eu fraquejar
Senta aqui, bem perto de mim
E me conte novamente aquela história
A maior prova de amor que alguém pode dar
Obrigado!
Na cruz, ferido e moído
Para que eu seja livre

Se eu me perder
Chame pelo meu nome
Peça para eu cantar aquela canção
Que só nós sabemos
Obrigado!
Tu és consolador e amigo
Para que eu seja sarado

Se eu me fadigar
Abrace-me muito forte
Dê seu colo para eu descansar
Sentir o cheiro doce de Seu manto
Obrigado!
Tu és Pai Acolhedor
Para que eu seja amado

Quando tudo estiver bem
Mostre-me Tua grandeza
Não porque tudo está bom
Mas pela certeza de que irá melhorar
Obrigado!
Tu és Exaltado e Santo
Para que eu seja adorador.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Preciosa idade

Vamos lavar toda a roupa suja
Eu sou assim
Você é assim
Diferentes
Conta tudo devagar
Não minta
Diga!

Sim
Não
Sim ou não.
Mesmo que eu diga não
Mergulhe de cabeça.
Vem à tona
Pareço uma otária.
Minha pedra no caminho
Minha pedra preciosa
Minha preciosidade
Minha preciosa idade
Minha festa.

Sua flecha
Meu alvo

Me?

Cantora
Atriz
Professora
Bailarina
Redatora
Vendedora
Compradora
Skatista


Mesmo triste
Feliz.
Mesmo chorando
Rindo.
Mesmo silencio
Falando.
Mesmo amando
Odiando.
Mesmo gritando
Balbuciando.

Inconstantemente constante.
Incoerentemente coerente.
Irreversivelmente reversível.
Incompreensivelmente compreensível.
Irremediavelmente remediável.

Samba
Rock
Pagode
Bossa nova
Jazz
Brasileira
Rap
Folk

Mesmo triste
Feliz.
Mesmo chorando
Rindo.
Mesmo silencio
Falando.
Mesmo amando
Odiando.
Mesmo gritando
Balbuciando.

Tempo

Tempo
ele é mesmo a cura de males?Sinceramente
eu ainda fico remoendo fatos que aconteceram há muito tempo.
Palavras
gestos
atitudes que não me saem do pensamento e que o tempo passa
mas as lembranças permanecem.
Dizem que o tempo é senhor da razão
que ele apaga tudo.
Francamente
aquela discussão ainda é presente em minha cabeça
lembro-me de cada lágrima derramada
cada palavra dita
cada acusação
cada levantar de mão...O tempo
não cura
não faz-nos esquecer.
O Tempo
é maldoso
só envelhece e contribui para que as mágoas permaneçam.
O passar dele traz nostalgia
Saudosismo
quantos não gostariam de voltar em alguma época e permanecer lá?
Bobagem!
O tempo não sara nada não!
Ele é uma espécie de analgésico
aprendemos com tudo que vivemos nele e nos anulamos das mesmas dores.Tempo
passa...O tempo não pára
não mesmo?
Cazuza onde está?
Ironicamente
parado no tempo.

Seja

Ter você
Ter
Você ter
Ter
Ter-me
Ter você
Ter

Ser você
Ser
Você
Ser
Ter
Ser-me
Ser você
Ser

O que vale é o que você é.
Não o que você tem.

Live

Alta madrugada vai...Tenho trabalhado tanto
mas preocupada com umas tais ideologias.
Descobri que os motivos pelos quais vivo
não são tão convincentes assim.
O que faço agora?
Deixo de viver?Trabalhar para quê?
Estudar para quê?
E se eu morrer amanhã?
Não terei vivido nada?
Passei meus dias enfurnada em uma sala
ou com a cara nos livros?
Ah, difícil isso!
E se eu deixar de estudar trabalhar e não morrer? Viverei de que?
Mas sabe qual é o meu grande consolo?
É que Deus deu a vida para ser vivida
deu a livre escolha
mas será por que escolhemos o caminho mais difícil?Sigo em busca de uma ideologia
de um motivo de tanto trabalho
angústias
e frustrações.
Viver é muito difícil.
Deus?
Deus!
Por favor
um motivo convincente!
Nada de óbvio como o amor
ou a paz mundial.Deus...
Deus!
Não iria tão longe por você

Você vai lembrar

Estarei em tudo que você tocar

Suas roupas

Suas músicas

Seus livros

Debaixo da cama

No armário

Nos bares da cidade

Nas flores do jardim

No site

No céu

Em meio às estrelas

Estarei lá.

Você ainda verá a mim.

A e B

Você é minha metade
a parte de mim que mais há amor.
Você é o lado esquerdo
o lado da vida
o lado que bate a vida
o lado que dá a vida
o lado que bombeia a vida...
Ah, viver!
Ora, viver tem sido mais simples agora
é só acordar e pronto!
Estou viva!
Pronta para um dia inteiro de trabalho
afinal um lado meu é feito de amor.
O direito?
Ainda existe um lado, é verdade!
Bom, o direito não é a razão
com certeza não.
Perdi desde o dia em que te conheci.
O lado direito...
É o lado da mão que trabalha
o lado mais forte
mais desenvolvido
e mais habilidoso.
O lado direito é o lado do prazer
da paixão
o lado que afaga.
[...]
Então isso me faz um corpo constituído de dois lados teus?
Sim, sempre teus.
Lado A e B como nos velhos discos de vinil
estes tocam baladas anos 80 e claro
Love Sons.

De Deus

Recolhi-me aos pensamentos da infância
Mamãe dizia que Deus era Pai
Eu acreditava
Mamãe dizia que tudo era Deus quem dava
Eu acreditava
Este mesmo que me caiu no esquecimento
Dos fatos
Dos amores mal vividos
Dos maus tratos
Este mesmo que foi sufocado
Pelas atividades cotidianas
Pelo correr para o trabalho
Pela vaidade
Menosprezado pelo cansaço
Caiu no esquecimento
[...]

Hoje me lembrei do que me faz bem.
É, hoje me lembrei de Deus
Ressurgiu
Não veio do desespero
Não veio de uma última esperança
Apenas compareceu em meio ao choro
Eu que me mostrei
Muito louco
Muito feio
Muito estranho
Muito solto
Hoje me lembrei do que me faz bem.
É, hoje me lembrei de Deus
Que cuidou bem de mim.
Bastou apenas um sinal
De que vivo Ele estava e permanece.
[...]






Era bom saber que nas idéias era tudo
De jeito Dele. A história era Ele quem criava.

Hoje me lembrei das coisas que me fazem bem.

De você.

Não vai dar em nada.
Estou sabendo
Engano
Nego tanto
Evito tanto
Teimo em manter em mim.
Noites em claro
E ainda volto a escrever
Isso é pecado!
Lembranças do passado
Só você sabe a razão
O peito violentado.
Maltratado

Pois é.
Confuso, estranho, entranhas, fogo nas ventas... Então é dizer que nós somos bons amigos. Enfim, hoje nasceu à solidão pra que só lhe foi veneração.
Era só para você.
Não seria amor
O que alguém deu para você.
Só de mim
Eu só de você.

Boca de Siri.

Acesso
Código
Imenso

Mal te conheço
Côncavo
Convexo
Complexo
Nexo
Amplexo

Suba que eu desço
Entre que eu saio
Deite que eu levanto
Durma que eu acordo
Sempre do contra

Se me encontrar dando mole por aí
Faça-me o favor.
Boca de siri!
Alalaô!

sábado, 21 de junho de 2008

Shirley Matos

Gosta de música? Às vezes imagino que você anda ouvindo música, no seu consciente ou no subconsciente, penso numa bossa nova, ou talvez seja embalada ao som de Chico Buarque, mas em determinados momentos, no rock pop de Cazuza. Forró, axé e sertanejo, não, não cabem aos seus passos elegantes, a sua voz tão branda e ao seu jeito de sorrir tão sofisticado. Qual música lhe agrada?Um Filme? Pode ser um drama, um romance, onde a personagem principal sempre é forte e dedicada. Se fosse uma atriz, Marilyn, sensual, atraente, mesmo que sem saber, talentosa, dona de um olhar tão repreensivo e ao mesmo tempo tão doce. Ao contracenar, seria coadjuvante, a mulher, a mãe, a amante. Qual filme lhe agrada?Livros? Não poderia ser nada parecido com você, nenhuma poesia! Não caberiam cordéis, e nem as pornografias francesas, Álvares de Azevedo... Macabro demais, deixe-o para mim. Possíveis seriam ficções científicas, romances e uma dose de humor. Qual livro lhe agrada?Um prato? Caviar, um vinho e uma caixa de bombons importados. Rabada e buchada, pouco fino para que parece ter um paladar aguçado. Ou pode ser que seja tudo ligth e diet, tudo minimamente controlado, cada pedaço, cada porção devidamente em sua hora. Qual comida lhe agrada?Após toda essa idealização parece-me tão perfeita. Forró, calypso e metal em sua prateleira?Terror, ação e suspense guardados na estante?Auto-ajuda, eróticos e macabros em sua cabeceira?Frituras, doces e álcool a sob a mesa?Após essa idealização parece-me tão real.

Vida

Alta madrugada vai... Tenho trabalhado tanto, mas preocupada com tais ideologias. Descobri que os motivos pelos quais vivo não são tão convincentes assim. O que faço agora? Deixo de viver?Trabalhar para quê? Estudar para quê? E se eu morrer amanhã? Não terei vivido nadinha? Passei meus dias enfurnada em uma sala, ou com a cara nos livros? Ah, difícil isso! E se eu deixar de estudar trabalhar e não morrer? Viverei de que? Mas sabe qual é o meu grande consolo? É que Deus deu a vida para ser vivida, deu a livre escolha, mas será por que escolhemos o caminho mais difícil?Sigo em busca de uma ideologia, de um motivo de tanto trabalho, angústias e frustrações. Viver é muito difícil. Deus? Deus! Por favor, um motivo convincente! Nada de óbvio como o amor, ou a paz mundial. Deus... Deus! Deus?